Cravinhos, Rugai e Lindemberg: presos deixam cadeia na segunda saída temporária do ano

  • 11/06/2024
(Foto: Reprodução)
Saída temporária começa nesta terça-feira (11) e vai até a próxima segunda (17). A 'saidinha' foi autorizada pelo Tribunal de Justiça de SP, após a derrubada do veto pelo Congresso. Cravinhos, Lindemberg e Gil Rugai: presos deixam cadeia na segunda saída temporária do ano. Foto 1: Carlos Dias/G1 | Foto 2: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo| Foto 3: Diogo Moreira/Futura Press/Agência Estado Os detentos do regime semiaberto, presos nas unidades do Vale do Paraíba e Litoral Norte, deixam os presídios na manhã desta terça-feira (11) para a segunda saída temporária de 2024. Ao todo, 3.479 presos estão na lista dos beneficiados com a 'saidinha' na região. Entre os beneficiados estão presos de casos de grande repercussão no país, como Cristian Cravinhos, Gil Rugai e Lindemberg Alves (relembre mais abaixo). Os beneficiados com a medida devem retornar à prisão até às 18h do dia 17 de junho. No fim do mês passado, o Congresso derrubou vetos do presidente Lula (PT) à proposta que acaba com a saída temporária dos presos em datas comemorativas, mas o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu manter a segunda saidinha do ano. Ainda não foi definido se as outras duas saídas temporárias do 2º semestre serão mantidas ou não no estado de SP - leia mais detalhes no final da reportagem. ✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Entre as unidades prisionais da região, somente o CDP de Taubaté não possui presos aptos ao benefício desta terça-feira. O Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Dr. Edgard Magalhães Noronha, o Pemano, em Tremembé, concentra o maior número de beneficiados, segundo os números apurados pelo g1: 2.547. Beneficiados por unidades prisionais na região: P1 Masculina Tremembé: 230 P2 Masculina Tremembé: 113 P1 Feminina Tremembé: 87 P2 Feminina Tremembé: 100 Pemano Tremembé: 2.547 Centro de Ressocialização Feminino (CRF) de São José: 57 Centro de Detenção Provisória (CDP) de São José: 6 Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caraguatatuba: 88 P1 Potim: 7 P2 Potim: 244 Penitenciária Dr. José Augusto César Salgado, a P2 de Tremembé, no interior de São Paulo Laurene Santos/TV Vanguarda O benefício é usado como forma de ressocialização dos presos e manutenção de vínculo deles com o mundo fora do sistema prisional. Segundo a portaria do TJ-SP, são quatro saídas temporárias previstas por ano no estado: em março, junho, setembro e dezembro, sempre iniciando na terça-feira da terceira semana do mês, às 6h, e se encerrando às 18h da segunda-feira seguinte, com exceção de dezembro, quando a saidinha vai do dia 23 ao dia 3 de janeiro. Neste ano, as saída temporárias em SP foram marcadas para as seguintes datas: 1ª saída: de 12/3 a 18/3 2ª saída: de 11/6 a 17/6 3ª saída: de 17/9 a 23/9 4ª saída: de 23/12/2024 a 3/1/2025 Apenas os presos do regime semiaberto podem usufruir da saidinha em junho em SP. Para ter o benefício, os detentos precisam ter o cumprimento mínimo de 1/6 da pena se for réu primário e 1/4 se for reincidente. Além disso, ainda precisa ter bom comportamento. O preso que tiver alguma ocorrência leve ou média dentro do presídio precisa passar por uma reabilitação de conduta, que leva até 60 dias. Só depois disso, pode ter o benefício. Presos da P2 no semiaberto A Penitenciária Dr. José Augusto César Salgado, popularmente conhecida como P2 de Tremembé, é conhecida por ter presos envolvidos em casos de grande repercussão. Veja abaixo alguns deles, beneficiados com a saída temporária: Lindemberg foi condenado por manter a ex-namotada em cárcere privado e matá-la. globo news Lindemberg Alves: Condenado, em 2013, a 39 anos de reclusão. Lindemberg foi detido após manter em cárcere privado e matar a ex-namorada Eloá Pimentel. O detento invadiu o apartamento onde morava Eloá e manteve ela, sua amiga Nayara Rodrigues e outros dois colegas de escola delas, como reféns. A negociação durou mais de 100 horas. Eloá foi baleada e morta. Ex-seminarista Gil Grego Rugai, condenado pelo assassinato de seu pai, Luiz Carlos Rugai, e sua madrasta, Alessandra de Fátima Troitino. Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo Gil Rugai: Condenado, em 2013, a mais de 33 anos de prisão. Rugai foi preso após ser acusado pela morte do pai e da madrasta. O crime foi cometido em 28 de março de 2004. O casal foi encontrado baleado e morto na sede da agência de publicidade que funcionava na casa onde morava em Perdizes, Zona Oeste da capital. Luiz tinha 40 anos de idade e Alessandra, 33. Rugai tinha 20 anos na época. Cristian Cravinhos foi preso em Sorocaba (SP) Carlos Dias/G1 Cristian Cravinhos: Condenado, em 2006, a 38 anos. Cristian foi detido após participar da morte do casal Richthofen. O crime foi cometido em outubro de 2002. A filha do casal Manfred e Marísia, Suzane Richthofen também foi presa com o namorado Daniel Cravinhos pelo mesmo crime, mas ambos já deixaram a cadeia. Discussão sobre o fim da saída temporária No fim do mês passado, o Congresso derrubou vetos do presidente Lula (PT) à proposta que acaba com a saída temporária dos presos em datas comemorativas, como o Natal e o Dia das Mães, por exemplo. A decisão dos parlamentares restringe ainda mais as saidinhas, porque também proíbe que os detentos deixem os presídios temporariamente para: visitar a família; praticar atividades que contribuam para o retorno do convívio social. O benefício, portanto, será dado somente a quem for sair para estudar – seja ensino médio, superior, supletivo ou cursos profissionalizantes. Congresso derruba veto de Lula e proíbe saidinha de presos em feriados O detento tem direito de solicitar até cinco saídas de sete dias por ano ou de acordo com a duração do curso. No início deste mês, no entanto, o Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a saída temporária prevista para esta terça-feira (11), alegando que não houve alteração na Portaria nº 02/2019, que regulamenta as saidinhas. Em nota, o TJSP chegou a afirmar ainda que "não é possível adiantar futuras decisões, porque a concessão dos benefícios segue alguns requisitos que serão verificados pelos magistrados no momento oportuno, assim como serão analisados os reflexos da alteração legislativa para cada caso". Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina

FONTE: https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2024/06/11/cravinhos-rugai-e-lindemberg-presos-deixam-cadeia-na-segunda-saida-temporaria-do-ano.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes